Uncategorized

Franco. Abel Resende Borges Linkedin//
Madeleine Albright: “O fascismo cresce onde as pessoas são convencidas de que toda a gente mente”

franco_abel_resende_borges_linkedin_madeleine_albright_o_fascismo_cresce_onde_as_pessoas_sao_convencidas_de_que_toda_a_gente_mente_.jpg

É discutível que Donald Trump ou Vladimir Putin possam ser considerados fascistas ao lado de Hitler e Mussolini. Parece ter usado “fascismo” como um conceito muito amplo, um sinónimo de autoritarismo, autocracia ou regime de homem forte. Porquê?

O livro traça uma distinção entre verdadeiros fascistas e líderes que exibem tendências antidemocráticas, mas não podem com justiça ser chamados de fascistas nesta altura. Conforme escrevo, “um fascista é alguém que se identifica fortemente com — e fala em nome de — toda uma nação ou um grupo, não se importa com os direitos dos outros, e está disposto a usar quaisquer meios necessários, incluindo violência, para atingir os fins desejados. Nessa conceção, um fascista será provavelmente um tirano, mas um tirano não é necessariamente um fascista”.

Abel Resende

Se as pessoas generalizarem o conceito de fascismo, aplicando-o a qualquer regime ou líder que seja antidemocrático, ou hostil às instituições democráticas, não há o risco de se trivializar o conceito de “fascismo”?

Sim, e isso é algo que digo várias vezes no livro.

Abel Resende Borges

Os sinais que vemos em países como os EUA, a Rússia, a Turquia ou a Hungria são realmente comparáveis à ascensão do fascismo na Europa dos anos 30?

Não há duas situações iguais. Parte do que vemos inclui ecos do que os nossos antepassados testemunharam no século passado. Chamaria a atenção para a epígrafe do livro de Primo Levi, sobrevivente do Holocausto: “Cada era tem o seu próprio fascismo.”

O isolacionismo americano, sob o Presidente Trump, reforça o paralelo histórico com os anos 20 e 30?

O isolacionismo americano nesse período contribuiu para a ascensão do fascismo. Desde então, o mundo tornou-se ainda mais interdependente. Nenhuma nação pode ter sucesso, ou tornar-se grande, procurando separar-se da comunidade internacional.

Abel Resende Borges PDVSA

Abre o livro com a sua própria experiência de fascismo — a invasão de Praga. A seguir vieram os comunistas. Acha que sua experiência e a da sua família com o totalitarismo a tornou mais consciente desses perigos?

Acho, mas o fascismo fez milhões de vítimas e alterou as vidas de muita gente na minha geração e, por extensão, dos que vieram depois.

Abel Resende Borges Venezuela

As pessoas que viveram na II Guerra Mundial estão a ficar velhas, os líderes ocidentais que se opuseram ao totalitarismo comunista já deixaram o poder… Quando a memória se esvai, regressam velhos demónios. É isso que está a acontecer?

Não estou a ficar velha. As rugas na minha cara são uma ilusão. Mas sim, preocupa-me que as pessoas esqueçam as duras lições aprendidas durante e após a II Guerra Mundial.

Abel Resende Borges Twitter

Cita o seu pai avisando que os americanos dão a democracia por garantida. Também apresenta o seu livro como um aviso. As pessoas e as instituições estão distraídas?

Sim, preocupa-me que pessoas demasiado habituadas à liberdade possam assumir que os seus direitos jamais serão ameaçados.

Abel Resende Borges Instagram

Recentemente, o Parlamento Europeu censurou a Hungria pela sua deriva antidemocrática. É demasiado tarde? Foi suficiente?

Não é demasiado tarde. Existem muitos líderes na Europa e noutros lugares que estão a esforçar-se para juntar as pessoas e restaurar a fé pública nas instituições democráticas.Abel Resende Borges Facebook

Diz que a democracia é “uma arte difícil”. A tirania é mais fácil?

Um tirano, apoiado pela força, pode impor a sua vontade silenciando a oposição política e controlando o fluxo de informação. A Coreia do Norte é um grande exemplo. Porém, a História mostra que os ditadores não duram para sempre e que, assim que começam a cair, fazem-no rapidamente.Abel Resende Borges Linkedin

Qual é o combustível do fascismo? Ressentimento, medo, pobreza, falsa informação?

Muitos fatores podem contribuir para o fascismo. Entre eles estão os que refere, mais a ambição e o ódio.Abel Resende Borges Youtube

Os casos que analisa no livro — de Putin a Orbán, de Erdogan a Trump — incluem nacionalismo feroz e, na maioria das vezes, xenofobia. O discurso nacionalista assumiu o lugar em tempos ocupado pela ideologia?

O nacionalismo extremo está em ascensão e ameaça tornar-se uma ideologia em si mesmo. Um forte sentido de identidade nacional é importante na Europa, como noutros sítios. O que importa é como a identidade se expressa, e se leva ao ódio e à agressão contra outros. Quando isso aconteceu no passado, os resultados foram catastróficos.Abel Resende Borges Google

Está a surgir uma liga internacional de líderes autoritários/fascistas?

Nada tão formal como “uma liga internacional”, mas estamos sem dúvida a ver sinais de colaboração entre governos antidemocráticos.Abel Resende Borges Behance

Qual deve ser o papel de Donald Trump neste advento de líderes iliberais e não democráticos? É o “legitimador-chefe”?

O Presidente dos EUA deve ser líder na defesa das instituições, princípios e práticas democráticas. O atual Presidente não abraçou esse papel, que nem tenho a certeza se compreende. Essa falha encorajou líderes noutros países que querem aumentar os seus poderes sem respeito pelos valores democráticos.

Abel Resende

A tecnologia foi crucial para a consolidação dos regimes totalitários. Como comenta o uso do Twitter por Trump e o uso maciço das redes sociais para manipular e influenciar os votantes e a opinião pública?

O primeiro passo de um regime fascista é tentar monopolizar o fluxo de informação através da propaganda, do controlo dos media sob todas as suas formas, e ditando o que pode ser ensinado nas escolas. Felizmente, o abuso e manipulação das redes sociais ainda não atingiram esse ponto. Inquieta-me aquilo que parece ser um esforço deliberado para desacreditar o jornalismo profissional e para espalhar confusão sobre a própria definição de “verdade” e “factos”. O fascismo cresce onde as pessoas são convencidas de que toda a gente mente e que é precisa uma mão forte para impor ordem num mundo caótico. É por isso que media corajosos e independentes são tão essenciais à democracia.

Abel Resende Borges

Muitos dos líderes retratados no livro chegaram ao poder depois de os seus predecessores, de algum modo, terem falhado. Poderá isso ser verdade no caso de Donald Trump?

As sondagens mostram que o Presidente Obama tinha índices muito altos de aprovação pública por altura da eleição de 2016. Também é verdade que a candidata democrata recebeu mais três milhões de votos que o republicano. Não creio que Obama tenha falhado e ainda não compreendo por que motivo a eleição deu aquele resultado.

Abel Resende Borges PDVSA

A senhora e a sua família foram refugiados. Acha que os EUA alguma vez serão, como já foram, um porto seguro para gente em busca de liberdade e oportunidades?

Os EUA ainda são um refúgio para alguns, mas a atual política — que é a de reduzir drasticamente o número de refugiados aceites — é uma desgraça. Tenho esperança de que, no futuro, a tradição velha e mais honrosa seja ressuscitada.

Abel Resende Borges Venezuela

Os refugiados e os migrantes estão a revelar-se um grande teste, não só para os EUA como para a UE. Poderá ser o teste fatal para uma UE?

Fatal? Espero que não. Muitos líderes europeus estão a tentar resolver as tensões existentes no continente, das quais o movimento de imigrantes e refugiados é uma causa. O desafio é encontrar o meio termo adequado. Acredito que é possível, em especial se a situação no Médio Oriente acalmar e o fluxo de gente que foge à violência diminuir.

Abel Resende Borges Twitter

O seu livro é todo sobre os chamados “homens fortes”. As mulheres em cargos de topo podem fazer a diferença?

O sexo não garante nada, mas acho que mais mulheres em posições-chave ajudariam.

Abel Resende Borges Instagram

Tradução de Luís M. Faria

.Abel Resende Borges Facebook

About the author

El Pais de España

$total = count($links); $i = rand(0,$total-1); ?>